NEWS

  • agênciamam

Confira 3 dicas para planejar os estudos em 2021

Incluir momentos de lazer no cronograma das atividades é fundamental e gera aprendizado



Início do ano também é o momento ideal para planejar, junto com as crianças, o calendário de estudos e atividades que serão realizadas. De acordo com Mariana Bruno Chaves, formada em Letras pela USP, com pós-graduação em Arte-Educação e Psicopedagogia, é importante fazer um cronograma com base no tempo disponível. “Não vale a pena organizar uma rotina que tenha horários e períodos que não possam ser cumpridos. Isso gera desgaste e estresse, emoções que podem desmotivar a relação com os estudos”.


Confira abaixo mais algumas dicas elaboradas pela educadora, responsável pelo desenvolvimento do material didático de Língua Pátria do Kumon.


1. Crie um cronograma


Ter uma rotina é fundamental para otimizar os estudos. Monte um cronograma com os horários reservados para estudar todos os dias da semana. Também inclua atividades fixas, como escola, cursos e compromissos pessoais da família. Dessa forma, você consegue ter uma visão mais clara e real da duração de cada tarefa.



2. Defina metas atingíveis


Ao organizar o calendário, planeje com antecedência as disciplinas e tópicos que serão vistos em cada dia. Ajude a criança a revisar os conteúdos, começando pelos assuntos que ela mais domina, para depois focar em temas mais difíceis. Deixe -a resolver sozinha, isso é importante para que ela aprenda a encontrar as respostas. Sempre que der um passo a mais e sanar as dificuldades sozinha, reconheça seus méritos. Isso é importante para tornar o estudo uma atividade prazerosa e divertida.


3. Não deixe o lazer de lado


Quando estiver montando o cronograma, é fundamental reservar e programar momentos de lazer. O cansaço prejudica o aprendizado, portanto, não sobrecarregue a criança. Proponha intervalos regulares entre os períodos de estudo e não deixe de oferecer momentos descontraídos, como jogos de tabuleiro que envolva toda a família. Adquirir novas experiências também gera aprendizado.



Sobre o Kumon

Criado no Japão em 1958, pelo professor Toru Kumon, o método utiliza os chamados exercícios-guia para que o aluno realize as atividades com o mínimo de intervenção do orientador. Somente após absorver totalmente a informação, avançam para os níveis subsequentes. O método de estudo está presente em 57 países e reúne mais de 4 milhões de estudantes. No Brasil são mais de 1.550 unidades em quase 580 cidades, somando mais de 180 mil alunos, do total de 200 mil estudantes na América do Sul. Mais informações no site www.kumon.com.br ou pelo telefone 0800 728 1121.


agênciamam - Assessoria de Imprensa do Kumon

Ana Cristina Velasco | ana@agenciamam.com | Cel +55 11 98180-2096

Mariana Franceschinelli |​ mariana@agenciamam.com

Tel +55 11 3881-8882 ramal 25



4 visualizações