NEWS

  • agênciamam

Dia Mundial Sem Xixi na Cama

Atualizado: 26 de Mai de 2019



  • Transtorno denominado como Enurese Noturna, muitas vezes negligenciada, afeta até 15% das crianças com mais de 5 anos de idade;

  • Pesquisadores descobrem ligação genética que pode prever transtorno em crianças e fornecer melhores opções de tratamento precoce;

  • Desenvolvimentos tecnológicos recentes permitiram aos pesquisadores isolar genes específicos e variantes genéticas para identificar crianças predispostas a terem Enurese Noturna;

  • O primeiro estudo de associação do genoma em todo o mundo (GWAS) em crianças indica potencial para novas pesquisas que poderiam levar a um melhor tratamento para Enurese Noturna.

No dia mundial de conscientização sobre o Xixi na Cama, as entidades International Children’s Continence Society (ICCS) e Sociedade Europeia de Urologia Pediátrica (ESPU), responsáveis pelas ações globais do Dia Mundial Sem Xixi na Cama (29/05) apresentam um estudo inédito sobre Enurese Noturna. A pesquisa feita pela Associação do Genoma (GWAS) em genes e variantes genéticas de crianças pode levar a uma identificação precoce do xixi na cama, e com isso melhorar as opções de tratamento para crianças que sofrem com o transtorno.


“Nós conhecemos o transtorno há mais de um século, e evidências sugerem um fundo genético para o xixi na cama. O risco de acordar molhado é 5 a 7 vezes maior entre as crianças com um pai que sofreu com o transtorno quando era criança e aproximadamente 11 vezes maior se ambos os pais apresentaram o problema”, disse Jane Hvarregaard Christensen, do Departamento de Biomedicina da Universidade de Aarhus, na Dinamarca.


Fazer xixi na cama é uma condição médica comum que tem um impacto sério na autoestima da criança, no bem-estar emocional, incluindo o desempenho escolar e social. O xixi na cama também foi associado à função cerebral e problemas psicológicos. No entanto, após tratamento foram detectadas melhorias.

A Associação do Genoma utilizou uma amostra com base na população de cerca de 80 mil pessoas dinamarquesas. Os estudos de associação em todo o genoma funcionam através da varredura de marcadores em todos os conjuntos completos de DNA, a fim de encontrar variantes genéticas associadas a uma determinada doença.


De acordo com Jane, ao comparar a frequência de milhões de variantes genéticas em milhares de amostras de DNA de crianças que fazem xixi na cama, conseguimos demonstrar variantes genéticas específicas que contribuem para aumentar o risco de Enurese Noturna. “Este estudo é um primeiro passo importante para fornecer novos conhecimentos sobre os processos biológicos que levam ao transtorno”, diz.


Existem pelo menos dois principais mecanismos patogênicos em relação ao xixi na cama – uma capacidade de bexiga reduzida e o aumento da produção de urina durante a noite. Ao avaliar as crianças que receberam numerosas prescrições de medicamentos e que se esperava que tivessem uma resposta ao tratamento, os pesquisadores conseguiram dividir as crianças em sub-fenótipos clínicos e atribuir variantes genéticas específicas a diferentes mecanismos patogênicos. Além disso, devido ao extenso tamanho da amostra, os pesquisadores conseguiram analisar milhões de genes e variantes genéticas para estimar o risco de xixi na cama e determinar o seu fardo genético.


“Acreditamos que novas pesquisas de genes e de variantes genéticas poderiam nos ajudar a identificar mais cedo as crianças com propensão de desenvolver a Enurese, e com isso determinar quais se beneficiariam com a medicação e tratamento personalizado para aliviar o transtorno”, finaliza Jane, do Departamento de Biomedicina da Universidade de Aarhus, na Dinamarca.


No Brasil

Segundo a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), fazer xixi na cama após os 5 anos de idade é um sinal de Enurese Noturna. Persistindo os sinais da doença após essa idade, crianças e adolescentes podem sofrer graves consequências psicológicas e sociais. Trata-se de uma condição bastante frequente, com estimativas de que 15% das crianças com mais de 5 anos de idade e 5% das crianças com 10 anos ainda fazem xixi na cama.


Além da genética, outros fatores podem predispor a Enurese Noturna, como a deficiência de secreção de vasopressina noturna (substância que diminui a produção de urina durante a noite), bexiga pequena para a idade ou hiperativa (diminuindo a capacidade do órgão de reter a urina), problemas estruturais no trato urinário e dificuldade de acordar a noite, em resposta à bexiga cheia.


Sobre o Dia Mundial Sem Xixi na Cama

O Dia Mundial Sem Xixi na Cama, campanha global realizada anualmente no dia 29 de maio, é uma iniciativa da International Children Continense Society (ICCS) e da European Society for Pediatric Urology (ESPU), e foi criada para aumentar a conscientização do público e dos profissionais de saúde sobre o transtorno que é uma condição médica comum que pode e deve ser tratada. O tema da campanha deste ano é: “Tempo para agir”, em reconhecimento de que muito mais pode ser feito para diagnosticar e tratar as crianças que sofrem de Enurese Noturna.


Com apoio do Laboratórios Ferring, o site www.semxixinacama.com.br criado exclusivamente para reunir informações sobre a Enurese Noturna, irá orientar as famílias sobre como lidar com o xixi na cama sem traumas, alertando sobre a importância do diagnóstico correto e da busca por tratamento médico adequado. O visitante ainda terá acesso a uma lista com os centros de apoio mais próximos à sua região, perguntas e respostas sobre o tema, além de vídeos e um blog.


Sobre a Ferring Pharmaceuticals

A Ferring Pharmaceuticals é uma empresa biofarmacêutica líder internacional em saúde reprodutiva e materna atuando em mais de 110 países – com 60 sedes próprias, 10 plantas de produção e 12 centros de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação em todo o mundo, incluindo Estados Unidos, Europa, Índia, China e América Latina. Com sede na Suíça, a Ferring conta com mais de 5,5 mil funcionários e identifica, desenvolve e comercializa produtos inovadores nas áreas de Reprodução Humana, Urologia, Gastroenterologia, Endocrinologia e Ortopedia. Hoje, mais de um terço do investimento em Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) é direcionado a tratamentos personalizados para mães e bebes da concepção ao nascimento. A companhia atua há 25 anos no Brasil, com sede em São Paulo, e possui mais de 100 colaboradores no país. Para mais informações sobre a Ferring ou seus produtos, visite www.ferring.com.br.


Assessoria de Imprensa do Laboratórios Ferring agênciamam | contato@agenciamam.com | +55 11 3881-8882 Ana Cristina Velasco | ana@agenciamam.com Mariana Franceschinelli​ | mariana@agenciamam.com Mariela Rodrigues | mariela@agenciamam.com


#Ferring #XixiNaCama #EnureseNoturna #DiaMundialSemXixinaCama #ICCS #ESPU #GWAS

0 visualização

+55 11 3881-8882
Al. dos Maracatins, 1217 - CJ 303

Indianópolis - São Paulo - SP - CEP 04089-014

FIQUE POR DENTRO

Cadastre-se e saiba tudo o que acontece na agênciamam.

Termos Privacidade © 2019   agênciamam assessoria de imprensa & relações públicas